Como tudo começou

Em uma das viagens de Reinhard e Debi para ministrar em uma igreja Videira na região Norte do Brasil, numa cidade chamada São Luís (Maranhão), eles ficaram sabendo da terrível situação existente devido à probreza extrema em todo aquele estado, cuja capital é São Luís.
Um dos pastores ali contou a Reinhard e Debi de que, certa vez, ao andar pelas ruas da cidade, uma mulher estranha se aproximou dele e fez-lhe um pedido deprimente: ela queria que aquele pastor pegasse sua filha de seis meses para criar, pois ela não podia mais alimentar a criança. Aquela mulher não conhecia aquele pastor; ela havia acabado de conhecê-lo na rua. Frente àquela situação inusitada, o pastor pegou o bebê e a adotou; agora, ela é membro daquela família e, na ocasião dessa visita, já tinha completado 6 meses de idade.
O que parece é que essa situação se repete frequentemente; mães oferecem seus filhos e bebês para estranhos tanto para serem adotados quanto para terem relações sexuais em troca de dinheiro ou comida para a família.
Em Janeiro de 2015, Reinhard encontrou-se com um pastor dos Estados Unidos que desejou vir ao Brasil para conhecer a realidade de pobreza de lugares como o Maranhão. Por três dias, desde a manhã até tarde da noite, esse pastor esteve entre os mais pobres dos pobres no Brasil. Eles visitaram o “lixão”, lugar em que muitas famílias vivem e coletam lixo para vender (plástico e papel) com o fim de sobrevivência. Você pode ter uma ideia desta realidade visitando a Galeria de Fotos (São Luís).
Depois que Reinhard e Debi voltaram para casa desta primeira viagem para São Luís, eles decidiram que deveriam fazer algo e que não poderiam, simplesmente, ignorar a situação. Então, escreveram uma carta para alguns amigos explicando sobre a situação. Houve pessoas que que quiseram saber como ajudar o projeto, doando algum valor em dinheiro com o fim de aliviar a situação, pelo menos um pouco; e, ainda, o Brazilian Kids Kare nasceu, começando a crescer a partir daquele momento.

Pin It